Conheça Mike, o frango que viveu 18 meses sem cabeça

11 abr

Tenho um certo fascínio por coisas bizarras, mas essa me dá medo. Mentira, sou quase um espartano. Aprendi a não ter medo.

Nem quando vejo um FRANGO SEM CABEÇA CISCANDO por aí.

This is madness!

Enfim, piadinhas com os corajosos 300 espartanos (sempre lembrarei!) a parte, vamos falar do maldito frango.

~~

10 de setembro de 1945 – Fruita, Colorado (EUA)

Imagine que você é Lloyd Olsen, mora na fazenda e a mãe de sua esposa, Clara Olsen, os vem visitar. Imagino que a sogra do coitado Lloyd fosse uma FDP das maiores. Seria de se esperar que ele fosse fazer algo pra tentar agradar a maldita, não? Pois é, Lloyd sabia que a sua sogra gostava de chupar os ossos do pescoço do frango. Lá foi ele satisfazer a velha. Pegou uma boa lâmina, escolheu um frango que lhe pareceu ter um pescoço mais apetitoso e o colocou no toco de uma velha árvore.

Olhou para o pescoço do frango e pensou: “Quero ver aquela velha desgraçada reclamar desses ossinhos.” e desceu a lâmina.

Pescoço de uma lado, corpo do frango do outro.

Lloyd que já deveria estar recolhendo o pescoço e o levando para a mulher cozinhar, deve ter levado um pequeno susto ao ver o frango que acabou de perder o pescoço sair andando ~de boa na lagoa~.

Prefiro imaginar que a reação de Lloyd tenha sido assim:

Também prefiro acreditar que a sogra tenha se recusado a comer os ossinhos do pescoço de um frango que diabolicamente ainda continuava vivo, mas quem se importa com isso? Lloyd e Clara Olsen agoram eram donos de um frango sem cabeça que continuava ciscando.

Bom, com o frango estando vivo e sem cabeça, tiveram que arrumar uma forma de dar comido para ele. Pegaram um conta gotas e o alimentavam com água e grãos moídos.

O frango se tornou famoso por motivos óbvios e foi levado até cientistas para descubrir o motivo de sua sobrevivência.

Walter Bishop diria que o frango tinha sido tratado com Cortexiphan ainda quando era um pintinho e graças a isso, estava mentalmente ligado com sua versão em outro universo e continuaria vivo enquanto sua versão alternativa tivesse uma cabeça.

Gênio

 

Os cientistas de lá disseram que Lloyd na tentativa de dar uma bom pedaço de pescoço para a sogra, cortou tão perto da cabeça que a base do cérebro de Mike permaneceu intacta e a lâmina não chegou nem a cortar a jugular.

A base do cérebro parece ser mais do que capaz para manter um frango vivo. Não sei se poderia manter um humano vivo… Hum.

Lloyd e Clara, nem um pouco idiotas, rapidamente arrumaram uma forma de lucrar com isso. Começaram a rodar o país cobrando 25 cents por olhada no frango. Numa dessas viagens pelo país, Mike se engasgou com algum pedacinho de grão grande demais para o metabolismo de um frango sem cabeça e morreu.

O frango que passou 18 MESES SEM CABEÇA, morreu ENGASGADO. Que belo senso de humor.

O frango Mike, também conhecido como “Frango Maravilha” tem um dia no calendário de sua cidade e anualmente acontece uma “festa” em sua homenagem. Acho justo.

Tem um vídeo dele. É mais um cara contando a história. A voz do cara é meio sonífera, mas…

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=twttscqjO_0

Como grande fã de As Crônicas de Gelo e Fogo que sou, não posso não me perguntar.

O que aconteceria se Ned Stark, após ser decapitado, ainda conseguisse viver? Iria pegar uma espada e sair enfrentando Lannisters até chegar na Cersei?

Vou ali comer um fraguinho.