Entre Nós – tire a pedra de cima do passado

7 abr

Acho que nem estava com o pensamento de “aff, outro filme nacional, nhé” na cabeça. Tinha assistido o trailer antes de sair de casa e tinha curtido. Não parecia ser mais um filme nacional de comédia vergonhosa e estúpida.

De mãozinhas dadas com a esperança (não só com ela, na verdade) de assistir um bom filme nacional, fui ao cinema.

Entre_Nos

Um grupo unido de amigos faz uma viagem. É tudo muito legal e bonito de se ver. Claro que fizeram a brincadeira do “vamos escrever coisas legais aqui, enterrar debaixo dessa pedra e 10 anos depois vamos voltar, reler e dar risada!”.

entre nós

Um dos integrantes do grupo, o Rafa, era todo metido a escritor e até parecia ser muito bom nisso. Todos sabiam que ele estava escrevendo um livro e todos estavam muito curiosos para ler o tal livro. Pouco depois de enfim terminar de escrever, o Rafa se envolve num acidente de carro e morre. Junto com ele no carro, se encontra o caderno que guarda todas as palavras que compõem esse tão incrível livro e seu amigo Felipe, a única pessoa que tinha tido a oportunidade de ler a fantástica história do Rafa.

pele_blog_001-crop

10 anos se passam e o grupo de amigos combina de se encontrar para ler as tais cartas escritas anos antes por suas versões mais jovens, mais esperançosas diante do mundo e menos marcadas por tristezas.

Há alguns pequenos dramas por trás do drama principal, mas todos se resolvem bem. O grande foco é: a leitura das cartas. Enquanto isso não acontece, algumas dúvidas em relação a morte do Rafa são levantadas, a sombra de uma grande mentira aparece, tristeza e arrependimentos surgem e algumas coisas precisam ser discutidas.

Gostei bastante desse clima do filme. Os personagens são bem bons e me importei com a história. Pensando nele agora, lembro do filme com bastantes simbolismos. Isso é bem legal.

Uma boa escolha para filme de fim de tarde de domingo, Entre Nós me surpreendeu, deixou o cinema nacional muito mais interessante e leva 9 Xícarazinhas.

9