Reencontrando um velho amor

13 maio

A última vez que nos encontramos foi no final de 2007. Foi difícil, mas precisava ser feito. Por questões de qualidade, o fim era necessário. Por não conseguir ficar sozinho, comecei um relacionamento com a principal rival, mas eis que anos depois, nos encontramos e a chama de nosso amor se inflamou outra vez. Eu e a série Fifa estamos andando no parque de mãos dadas. Nosso amor ainda vive e estamos transando muito (gols).

<3

<3

 

Meus deuses, como eu sofri. Anos sem jogar + nunca ter jogado no Xbox: não sabia nem qual botão do controle usar para correr. Quase 12 horas de jogo depois, eu já estava jogando a nata do futebol. Mais dois dias de jogatina e eu já tinha sido campeão de um torneio qualquer e chegado a conclusão de que estava pronto para me aventurar no modo Carreira.

Para quem não sabe nada da vida, o modo Carreira é o modo do jogo em que você, jogador, controla e administra um time. Você escala os jogadores, cuida das negociações e é responsável por classificações. É lindo. É nesse modo que o amor acontece.

Eu, amante de desafios, escolhi um clube com um time mediano para gerenciar. Seria legal treinar um Chelsea, Barcelona, Real Madrid, Bayern de Munique ou o melhor clube dentre todos: Corinthians, mas futuramente, ficaria fácil demais e eu iria enjoar. Como disse, gosto de desafios e por isso, escolhi o time da Lazio.

Lazio's Hernanes, of Brazil

 O time tinha bons jogadores, mas de cara percebi que precisaria de reforços se quisesse brigar por títulos. Vendi alguns, comprei outros, empresteis mais alguns e no fim do período de transações, eu já tinha uma escalação melhorada. O campeonato italiano se mostrou mais competitivo do que imaginei e após batalhas sangrentas, estava brigando pela 8° (oitava) posição. Foi aí que aconteceu.

Fifa em toda sua grandiosidade, é um jogo muito bem feito e muito bem pensado. No modo carreira, quando um técnico vem fazendo um bom trabalho (não era exatamente o meu caso) ele recebe convites para treinar outros clubes e até seleções, veja só. Já tinha recebido alguns desses convites, mas os recusei sem problemas, mas quando a Inter de Milão te faz uma proposta, você precisa pensar.

Pensei sentado no sofá, pensei deitado no sofá, fiquei de pé no sofá e pensei, comparei escalações, me imaginei treinando a Inter, me imaginei nas baladas de Milão, imaginei os torcedores da Lazio desconsolados por serem abandonados por seu técnico, pensei nos jogadores chorando no vestiário, desliguei o videogame, tomei um banho e pensei, chorei pensando, fui dormir e pensei, acordei e tomei uma xícara de café enquanto pensava, liguei o videogame e percebi que não poderia aceitar. Não seria justo com o time da Lazio e nem comigo mesmo.

Eu queria desafios e ser o treinador da Lazio estava se mostrando uma tarefa desafiante. Com elegância e com todo o respeito ao time da Inter de Milão, recusei a proposta. A Lazio é meu clube e até que eu seja demitido ou campeão da Champions League (o que acontecer primeiro), não posso sair de lá. Eu dei minha palavra aos dirigentes e como todos um dia saberão, a palavra de Sir Rafael Felipe é de extrema importância.

Sabe aquele futebol moleque? O futebol de várzea? Aquele futebol maroto e de dois toques na bola? No Fifa, eu o domino.

PS: o Fifa 07 tinha algo de melhor que o Fifa 13: o de 2007 tinha uma música do Seu Jorge.